MLB

Prévia World Series 2015: Kansas City Royals Vs New York Mets

Eis que o principal momento do beisebol mundial está prestes a começar. Depois de mais uma longa temporada, Kansas City Royals e New York Mets fizeram por merecer e se enfrentarão na World Series 2015, que começa nesta terça-feira, às 22h (horário de Brasília), diretamente do Kauffman Stadium, em Kansas City, Missouri. Os Mets despontam como favoritos, mas não subestime os Royals.

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

New York Mets

O New York Mets é o favorito para conquistar o título da World Series, mesmo jogando um jogo a menos em casa e podendo decidir a série fora de casa. O principal motivo disso é a forte rotação titular.

Teoricamente, Jacob deGrom e Matt Harvey são vitórias certas para o time nova-iorquino e, como eles juntos poderão jogar 4 partidas, os Mets ganham muitas chances de conquistar o título.

O que aumenta a vantagem são os arremessadores do Kansas City Royals. Nos matchups Steve Matz é melhor do que Chris Young e Noah Syndergaard é mais constante do que Yordano Ventura, o que daria vantagem quase que total no campo dos arremessadores iniciais.

Além disso, a equipe de Nova York conta com um início de lineup muito forte, com destaques para Curtis Granderson, que vem rendendo muito bem, Daniel Murphy, que não para de rebater home runs e está com um aproveitamento de 42,1%, e Yoenis Cespedes.

O ataque está rendendo bem e está sendo ousado. Apesar disso, o bullpen de Terry Collins não é nada confiável. Jeurys Familia é o único que é uma certeza absoluta. Bartolo Colon e Tyler Clippard são os melhores entre os outros, contudo não dão segurança.

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Kansas City Royals

O retorno dos Royals à World Series só vem provar que o time é muito competente, bem treinado e faminto pela maior coroação do beisebol. Mas para que a empolgação não volte a se transformar em decepção, a franquia precisa jantar os chamados “aces” do time rival.

A rotação dos Mets é imponente, superior em comparação com a dos Royals e tem pelo menos dois arremessadores que podem ser chamados de “ace”. Isso não foi um grande empecilho até aqui, mas a sombra de Madison Bumgarner ainda assombra os Royals.

Na última WS, Bumgarner dominou os rebatedores de Kansas City e tirou o ímpeto ofensivo da equipe. A experiência foi absorvida e será testada. Os Royals são pacientes e precisos no bastão, nenhuma chance é desperdiçada. Não à toa, o time possui a menor percentagem de strikeouts da MLB, sem falar na capacidade de rebater mais conforme a velocidade do arremesso aumenta. E os Mets adoram arremessos que chegam perto da casa dos 160 km/h.

Mas só rebatidas não serão suficientes, roubos de bases e muita malícia serão necessários para desestabilizar os rivais. Lorenzo Cain é o cara dos Royals e a síntese de tudo isso. Entrada após entrada, Cain arruma um jeito de chegar em base, seja por rebatida, walk, erro ou sei lá o quê.

Ben Zobrist, Salvador Perez, Alex Rios e Kendrys Morales formam o segundo escalão e terão que forçar mais o braço dos arremessadores. Eric Hosmer, Mike Moustakas e Alex Gordon estão discretos nesta pós-temporada, está na hora dos três aparecerem. Para finalizar, Paulo Orlando deve surgir como pinch hitter em algum momento da série, e o brasileiro já provou que não tem medo dos holofotes.

A força dos Royals está no bastão e no bullpen, que não deixa entrada sem saída. Ned Yost tem o time na mão, mas são as mãos dos arremessadores titulares que decidirão o duelo. Edinson Volquez, Yordano Ventura, Johnny Cueto e Chris Young precisam frustrar os rebatedores de Nova York e mais do que isso: precisam alongar suas permanências no montinho; no mínimo cinco entradas para cada titular.

Confira as datas dos jogos e os possíveis confrontos entre arremessadores:

Royals x Mets

Jogo 1: Volquez x Harvey, 27 de outubro em Kansas City (KC)

Jogo 2: Cueto x deGrom, 28 de outubro em KC

Jogo 3: Ventura x Syndergaard, 30 de outubro em Nova York (NY)

Jogo 4: Young x Matz, 31 de outubro em NY

Jogo 5*: Volquez x Harvey, 01 de novembro em NY

Jogo 6*: Cueto x deGrom, 03 de novembro em KC

Jogo 7*: Ventura x Syndergaard, 04 de novembro em KC

*se necessário

PALPITES:

André Garda: Mets em 5 jogos

João André Fraga: Mets em 6 jogos

Renan Do Couto: Mets em 6 jogos

Felippe Rodrigues: Royals em 7 jogos

Comments
To Top