MLB

Novas revelações não irão alterar caso de reintegração de Pete Rose

(Crédito: Wikipédia)

(Crédito: Wikipédia)

Supostamente Pete Rose foi pego novamente em uma mentira. Rose mentiu durante 15 anos dizendo que ele não apostava no beisebol enquanto era manager do Cincinnati Reds, finalmente mudando sua história em 2004. Nessa semana, a ESPN americana, trouxe provas de que ele também apostava enquanto era jogador, algo que ele, até agora, nega.

Com isso, surge a pergunta: será que isso afeta no assunto da reintegração dele? Certamente isso dá uma desculpa para Rob Manfred, comissário da MLB, negar o pedido de Rose, como outros fizeram.

Manfred pode dizer que ele não falou a verdade, então não precisa recompensar um mentiroso. Tudo o que ele precisa falar é que ele quebrou a maior regra do beisebol, que ele sabia disso quando entrou no esporte, e que essas são as consequências.

Apesar disso, as revelações de que ele apostou enquanto era jogador não devem importar, já que o crime que ele cometeu foi apostar em jogos como manager, e a MLB não fez a distinção de jogador e manager quando ele foi banido em 1989. Ele quebrou a regra e foi punido como tal.

As novas revelações indicam apenas que ele apostava mais do que sabiam. A MLB não pode puni-lo de novo, a liga só pode manter o banimento, o que provavelmente iria acontecer. É verdade que Manfred disse que via a situação de Rose com mente aberta, no entanto é improvável que ele vá perdoar os pecados do ex-jogador. E mesmo que Manfred estivesse considerando o perdão, seria uma tapa no legado de Bud Selig, e demoraria necessário muito tempo para Rose ter um remorso sincero e completo.

A história de que Pete Rose apostava enquanto jogava é velha, tão quanto ou mais do que o seu banimento, o fato, até foi sugerido pelo investigador John Dowd, que não tinha nenhuma prova concreta

O curioso é que a notícia veio à tona algumas semanas antes da parada para o All-Star Game em Cincinnati, com Rose tentando um emprego de analista na FOX e dizendo as coisas certas com o novo comissário agora a decidir o seu destino. É quase como se alguém estivesse esperando Rose chegar perto da reintegração para lhe puxar o tapete.

Se Rose fosse uma pessoa diferente, fosse um bom homem, que caiu em um grupo errado e fez algumas apostas, e mais tarde veio a público, falou tudo e ficou limpo, talvez ele fosse reintegrado e entrasse no Hall da Fama. No entanto, não é o caso dele. Ele ser reintegrado por Manfred é tão improvável como era sob o comando de Selig. Estas revelações só vão arrastar um pouco mais a história.

Comments
To Top