MLB

MLB segue linha banana, tira escolha de draft dos Red Sox e suspende Alex Cora

Alex Cora, manager do Boston Red Sox

Seguindo a linha de decisões decepcionantes em relação às punições relativas aos escândalos de roubos de sinais, a Major League Baseball anunciou as sanções aplicadas ao Boston Red Sox com apenas dois pequenos acertos.

O primeiro deles foi o timing. Anunciar algo tão relevante um dia antes do draft da NFL é uma bela forma de abafar o caso. E o segundo foi ser menos rigoroso com o time de Massachusetts do que com o Houston Astros, que trapaceou de forma muito mais sistemática.

Então vamos para a análise da punição emitida pelo comissário Rob Manfred: suspensão de uma temporada J.T. Watkins (quem?), operador de replay e um dos principais olheiros da equipe; perda de uma escolha de segunda rodada; e, como a cereja do bolo, um ano de gancho ao manager Alex Cora por seus atos com os Astros.

Como Houston não havia sido penalizado fortemente pelos seus atos, o anúncio da Major League Baseball é o que é. Foi mais branda e tem como ponto mais crítico a situação do ex-manager dos Red Sox.

Alex Cora foi peça fundamental no elaborado esquema de roubo de sinais no Houston Astros e, com tanta expertise, é difícil acreditar que ele não teve nenhuma participação no uso de tecnologia para roubar as senhas dos catchers adversários da equipe do Fenway Park.

Junto com isso, a decisão da franquia de Massachusetts retirar o rotulo de interino de Ron Roenicke, ex-bench coach e atual manager do time, e não renovar o seu contrato, deixa a hipótese de um possível retorno de Cora. Este considerado um dos heróis do título de 2018 e uma pessoa muito respeitada pela torcida.

A punição é branda, ainda mais para uma equipe que já havia recebido um alerta anos antes quando utilizou apple watches no dogout. Segue a linha de raciocínio utilizado na sanção aos Astros. E resta como esperança a promessa que novos casos serão penalizados com mais severidade.

Comments
To Top