MLB

MLB falha ao punir os Astros, mas ainda pode corrigir seu erro

Jeff Lunhow e AJ Hinch

(Crédito: Instagram/reprodução)

A Major League Baseball anunciou a tão esperada punição ao Houston Astros por ter utilizado câmeras para roubar sinais. O general manager Jeff Lunhow e o manager AJ Hinch, ambos demitidos após a decisão, foram suspensos por uma temporada. Além disso, a equipe foi multada em US$ 5 milhões, um recorde para a liga, e perdeu a escolha da primeira e segunda rodada dos próximos dois drafts.

A decisão de Rob Manfred até pode ter sido pesada, no entanto, ficou longe de ser a ideal. A equipe texana não sofreu nenhuma perda significativa em suas chances de vencer em 2020, contou com Lunhow, que é um bom executivo, fazendo todo o planejamento para este ano e o prejuízo só vira, quem sabe, no futuro por causa da perda das escolhas de draft.

Os jogadores, que tiveram sua participação no esquema, não serão penalizados e aqui fica clara a força da Associação de Jogadores, que tem uma relação tensa com a MLB após janelas de free agency fracas. A maior punição seria, justamente, tirar ou prejudicar as chances dessa equipe brigar por algo relevante, punir o time esportivamente no momento. Importante destacar também que o título de 2017 não será revogado.

No final das contas, quem concedeu a punição mais severa foi o envergonhado proprietário Jim Crane, que viu seu time conquistar algo tão sonhado de forma suja. Assim como o recorde de home runs de Barry Bonds ou as marcas de Alex Rodriguez, podemos colocar um grande asterisco nesse título da World Series.

A demissão de AJ Hinch e Jeff Lunhow terminou se tornando o maior resultado de todo o escândalo e a chance da MLB dar a volta por cima é tratar com muito carinho o caso de roubo de sinais do Boston Red Sox.

Alex Cora, manager do time de Fenway Park, merece receber uma punição colossal, quem sabe no âmbito até do banimento do esporte. Além de ter roubado com os Astros, ele participou de um esquema com os Red Sox. E, se Pete Rose não merece estar no beisebol (e consequentemente no Hall da Fama) por ter apostado em seu próprio time, Cora não merece estar no esporte por ter utilizado tecnologia para trapacear, ser campeão duas vezes e, em última instância, quebrar as regras não escritas.

(ATUALIZAÇÃO: Alex Cora foi demitido no dia seguinte (14/01) pelo Boston Red Sox)

Por fim, a lamentação pela liga não ter tido pulso para punir Carlos Beltrán, que na época era jogador e, segundo diversos relatos, foi um dos mentores de todo esse esquema. Sobrará para ele como punição ser manager do New York Mets, que até está tentando melhorar.

Comments
To Top