MLB

A história do Ice Bucket Challenge e sua ligação com o beisebol

 

(Crédito: Wikimedia/divulgação)

(Crédito: Wikimedia/divulgação)

Um dos maiores sucessos dos últimos anos da internet, o Ice Bucket Challenge ou, em tradução literal para o “Desafio do gelo”, tomou conta de atletas, famosos, anônimos e até políticos. Porém, poucos sabem que dois ex-jogadores de beisebol são especialmente ligados ao fenômeno: Lou Gehrig e Pete Frates.

Atleta do New York Yankees nas décadas de 1920 e 30, Lou Gehrig era considerado um dos maiores talentos que já havia passado pelos campos estadunidenses até ser diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica ou popularmente conhecida como ELA, doença que reduz praticamente toda sua mobilidade corporal, entretanto mantém as suas atividades cerebrais intactas.

Sendo obrigado a encerrar sua carreira de uma forma inesperada, “The Iron Horse” lutou até seus últimos dias de vida para encontrar uma cura para sua doença. Infelizmente, morreu precocemente aos 37 anos e transformou sua luta pessoal em uma batalha pela vida.

Em um dos momentos mais emocionantes da história do beisebol, Gehrig foi homenageado pela equipe de Nova York aos 35 anos e já apresentava claros sinais de limitação física.

Graças a todo seu esforço, ELA foi batizada de Síndrome de Lou Gehrig e em todos os anos a MLB, a liga profissional de beisebol, apoia a arrecadação de fundos para campanhas de pesquisa de novos tratamentos para os enfermos.

Pete Frates

Bem menos importante para o mundo das grandes ligas do beisebol, Pete Frates se tornou um ícone para a conscientização da doença nos últimos meses, principalmente pela campanha que vibrou febre na internet e multiplicou em até dez vezes o valor arrecadado em 2014 em comparação ao ano anterior.

Outfielder da universidade de Boston College durante os anos de 2004 até 2007, Frates tinha um futuro promissor no esporte até receber o diagnóstico de ELA no ano de 2012 após uma série de exames no Instituto de Neurologia de Massachusetts, ainda quando atuava em uma liga semi-profissional na cidade de Boston.

Procurando os médicos de sua equipe para relatar algumas diferenças anormais em seu estilo de jogo, o atleta recebeu a confirmação da doença quando tinha apenas 27 anos.

Após ter a carreira encerrada prematuramente, o atleta recebeu o convite de sua ex-universidade para ser diretor-geral do beisebol e também tornou-se embaixador na luta por maiores direitos aos portadores da Síndrome de Lou Gehrig.

Desafio de Gelo

Mesmo não sendo o idealizador da campanha, Frates foi apresentado ao desafio por ex-colegas de escola que tiveram a ideia de proporem o desafio para atletas da cidade de Boston e equipes colegiais.

Após Julius Edelman, wide receiver do New England Patriots, e o time inteiro realizarem o desafio, a proposta de jogar água com gelo em si ou fazer uma doação de US$ 100 para a instituição que luta pelos afetados pela Síndrome de Lou Gehrig, o movimento se tornou uma febre entre os mais diversos artistas e esportistas.

Embora seja um dos precursores de um movimento social sem proporções, Pete Frates ainda não tinha participado do Ice Bucket Challenge. Porém, graças ao apoio do seu time de criança, o Boston Red Sox, o ex-atleta pode realizar de uma forma muito especial, principalmente por estar ao lado de toda sua família.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top