MLB

Comitê confirma que bolas da MLB estão voando mais, mas não descobre o motivo

MLB

(Crédito: Instagram/reprodução)

As bolas de beisebol estão voando mais desde 2015 e não é por causa dos rebatedores, de acordo com um comitê de dez pesquisadores contratados pelo escritório do comissário da MLB.

“As propriedades aerodinâmicas da bola mudaram, permitindo que ela fosse mais longe”, declarou o presidente do comitê, Alan Nathan, professor emérito da Universidade de Illinois.

O relatório de 84 páginas divulgado pelo comitê afirma que não houve evidência de mudança significativa na bola ou alteração nos swings dos rebatedores para explicar tal mudança. Além disso, o motivo da alteração na aerodinâmica continua sendo um mistério.

“Temos que admitir e admitimos que não entendemos isso. Sabemos que a principal causa é a mudança no arrasto, mas simplesmente não podemos identificar qual caracteriza da bola causou isso. Portanto, provavelmente foi algo muito, muito sutil no processo de fabricação. Mas, novamente, tem que ser muito sutil, porque, se não fosse, teríamos encontrado”, disse Nathan em teleconferência.

O físico Leonard Mlodinow especulou que “os avanços na fabricação que resultaram em uma bola mais esfericamente simétrica poderiam ter o efeito colateral não intencional de reduzir a resistência da bola’.

A média de home runs da Major League Baseball (MLB) subiu de 1,9 por jogo antes do All-Star Break de 2015 para 2,17 na segunda metade da temporada do mesmo ano. Em seguida, subiu para 2,31 em 2016 e para o recorde de 2,51 em 2017.

O comitê inspecionou a fábrica da Rawlings na Costa Rica e analisou dados dos testes entre 2010 e 2017 compilados pela empresa. O grupo testou 15 dúzias de bolas não usadas entre o período de 2012 e 2017.Também houve novos testes e análise dos dados da MLB Statcast de 2015 e 2017.

Comments
To Top