Bullpen MLB

Bullpen: separando o joio do trigo dos agentes livres da offseason 2016/17

MLB bolas bullpen

(Crédito: Instagram/reprodução)

A temporada acabou há pouco mais de uma semana e agora chegou o momento dos general managers e presidentes de operações de beisebol começarem a trabalhar na temporada de 2017. Com isso, o Quinto Quarto decidiu fazer uma análise dos agentes livres em cada posição.

Arremessadores titulares

O mercado de abridores não está nem um pouco bom para as equipes que precisam se reforçar. Além das poucas opções, a maioria dos jogadores têm uma idade um pouco mais avançada e deverão querer contratos mais longos, o que pode comprometer o futuro da franquia que optar por fazer essa contratação.

Rich Hill, 36 anos, é o principal nome do mercado. Na última temporada o seu desempenho foi muito bom: recorde de 12-5, ERA de 2,12 e WHIP de 1 em 110 entradas e 20 jogos, um dos problemas é que ele vem lidando com bolas no dedo da mão de arremesso e que ele deverá ser uma opção cara.

Uma das melhores opções pode ser Bartolo Colon, 43 anos. O veterano arremessador jogou, pelo menos, 190 entradas nas últimas quatro temporadas, vem tendo números bons e pode compor a parte final da rotação muito bem. Além disso, ele não deve esperar um contrato grande pela sua idade.

Algumas opções intermediárias são Jason Hammel, Andrew Cashner, Derek Holland, Brett Anderson, Edinson Volquez, Ivan Nova, Doug Fister e Jeremy Hellickson. Desses nomes, Hammel foi quem teve a melhor temporada, contudo ele, no máximo, é um terceiro arremessador de rotação, Volquez e Fister podem assumir uma posição melhor na rotação, entretanto não vem de um grande ano, sendo que Volquez pode ser uma melhor aposta pelas suas temporadas de 2014 e 2015 (ERA perto de 3 e de 3,50 respectivamente). Os nomes mais valorizados são Ivan Nova e Hellickson, mas Nova já se mostrou inconstante na sua passagem pelo New York Yankees e Hellickson teve seu primeiro ano bom em quatro anos.

R.A. Dickey era uma opção, mas já foi contratado pelo Atlanta Braves

Algumas boas apostas podem ser Tim Lincecum, Mat Latos, Jered Weaver, Jake Peavy, Dillon Gee, Jonathon Niese, C.J. Wilson e Colby Lewis. Desses nomes o tiro mais certeiro seria Lewis, que conseguiu arremessar 116,1 entradas nesse ano e teve ERA próximo de 4. Pela história, Peavy e Weaver seriam boas apostas, mas eles vêm mostrando uma queda de desempenho.

Para quem realmente precisa se reforçar nessa posição uma troca é uma boa opção. O Tampa Bay Rays deverá escutar ofertas por Chris Archer, o Chicago White Sox poderá estar disposto a vender seus aces e Sonny Gray pode vir a ser trocado pelo Oakland Athletics.

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Arremessadores de bullpen

A posição com mais fartura no mercado é a de reliever. Entre os grandes nomes podemos citar Kenley Jansen, Mark Melancon e Aroldis Chapman. Além disso, existem bons nomes secundários e algumas apostas que podemos considerar excelentes como Jonathan Papelbon – vem de relação conturbada no Nationals e pode estar desvalorizado – e Greg Holland – vem de cirurgia Tommy John após dois anos dominantes no Kansas City Royals.

Os principais nomes já falamos – Melancon, Chapman e Jansen – e eles deverão movimentar o mercado com contratos grandes. Apesar disso, existe uma classe de ótimos jogadores para comporem o elenco como Koji Uehara, Junichi Tazawa – principalmente se a equipe tiver um campo externo grande -, Brett Cecil e Brad Ziegler.

Entre as apostas seguras, podemos citar Papelbon, Holland, Santiago Casilla – vem e problemas nos Giants, mas é um cara confiável -, Trevor Wood – teve uma grande temporada com os Cubs – e Joaquin Benoit, que deve ser o melhor custo benefício pelo o que jogou e pelo fato de ninguém saber como Holland responderá a cirurgia no cotovelo. Sergio Romo também é um bom nome, já que ele vem de duas temporadas com ERA abaixo de 3 após oscilar em 2014.

Três bons nomes pela temporada de 2016 são Joe Blanton, Boone Logan e Jerry Blevins. Balton e Blevins tiveram ERA abaixo de 2,80, sendo que o primeiro jogou 80 entradas na temporada.

Apostas menos seguras são Fernando Rodney, Neftali Feliz, Luke Hochevar, Drew Storen, Joba Chamberlain, Al Albuquerque e Trevor Cahill. Todos são atletas que tiveram ótimos desempenhos – alguns jogando mais do que outros – e que não tiveram uma grande temporada de 2016.

Catchers

O mercado tem dois grandes nomes disponíveis. O que chama mais atenção é Matt Wieters, contudo quem vem com a melhor temporada é Wilson Ramos – aproveitamento no bastão de 30,7%, com 22 home runs e 80 corridas impulsionadas. Já Wieters foi muito mal nos playoffs e teve uma temporada com aproveitamento de 24,3%, com 17 home runs e 66 corridas impulsionadas.

As outras opções são ruins se você busca um receptor que rebate minimamente bem. A.J. Ellis, Jason Castro, Alex Avila, A.J. Pierzynski, Dioner Navarro, Chris Iannetta e Jarrod Saltalamacchia, todos tiveram aproveitamento no bastão inferior a 22%. Entre esses as melhores apostas seriam Navarro e Avila.

Primeira base

Apesar de não ter grandes nomes, as opções são interessantes para a primeira base. Steve Pearce é um bom nome pela sua versatilidade de jogar em mais de uma posição e por seu bom desempenho ofensivo -22,8% de aproveitamento, 13 home runs e 35 RBIs. O mesmo é válido para Michael Morse, a diferença é que este quase não jogou em 2016.

Ainda pensando em potência ofensiva, Sean Rodriguez – 27% de aproveitamento 18 home runs e 56 RBIs – e Mark Reynolds – 28,2% de aproveitamento, 14 home runs e 53 RBIs – são as melhores opções. Defensivamente, Mitch Moreland, que foi luva de Ouro em 2016, é o melhor nome.

Mike Napoli é um bom nome caso você queria experiência, liderança e alguém que ainda tem alguma gasolina no tanque (34 home runs).  Ainda pensando em potência, Chris Lind é uma possibilidade (20 home runs).

Talvez a maior aposta de todas seria oferecer um contrato pequeno para Ryan Howard, um jogador de 36 anos com muita experiência na liga e que terminou a temporada com 25 home runs. Por fim, James Loney é uma boa opção, sendo um jogador com aproveitamento bom (26,5%) e uma boa defesa.

OBS: Edwin Encarnacion foi colocado como rebatedor designado apesar de poder jogar na primeira base

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Segunda base

O melhor segunda base disponível é Neil Walker. O jogador de 31 anos veio de uma temporada muito sólida no New York Mets – 28,2% de aproveitamento, 23 home runs e 55 RBIs -, entretanto deverá pedir um contrato mais alto.

Chase Utley talvez seja o jogador intermediário entre os três nomes decentes. O veterano de 37 anos passou 2016 sendo o titular o Los Angeles Dodgers e reconstruiu sua carreira que parecia que tinha terminado. Além da experiência, ele conseguiu ter aproveitamento de 25,2%, com 14 home runs e 52 corridas impulsionadas, números muito bons para quem veio de um 2015 desastroso.

Por fim, Stephen Drew é aquele jogador que quase todo ano vira agente livre, mas que sempre se garante na defesa, sendo a melhor opção entre os três nesse quesito. Na última temporada, ele até foi bem no bastão (26,6% de aproveitamento), contudo só foi 143 vezes ao bastão.

Howie Kendrick, dos Dodgers, deverá ser trocado e pode ser uma opção para quem não quiser nenhum desses três.

Terceira base

O grande nome entre os terceiras bases é Justin Turner. Com 31 anos, ele vem de uma temporada com aproveitamento no bastão de 27,5%, com 27 home runs e 90 corridas impulsionadas, além de ter brilhado nos playoffs e ter feito excelentes jogadas defensivas. O problema é que ele deverá pedir um contrato longo e com valor alto.

Uma boa aposta é Aaron Hill, que fez uma temporada sólida para um jogador de 34 anos e conseguiu oferecer rebatidas (26,2% de aproveitamento). Além dele, podemos citar Luis Vilabuena, que jogou mais em 2016, e teve números parecidos.

Uma velha aposta para compor elenco é Juan Uribe. Will Middlebrooks talvez seja a maior aposta do mercado, já que ele passou quase todo 2016 nas ligas menores, mas tem um bom jogo defensivo. Kelly Johnson também é um nome a ser considerado.

Shortstop

As opções para shortstop são poucas e ruins. Os melhores nomes são Alexei Ramirez e Erick Aybar. Ambos jogaram quase o ano inteiro e tiveram aproveitamento no bastão próximo a 24%. O outro nome é Jimmie Rollins, que só foi 149 vezes ao bastão e teve aproveitamento de 22,1%.

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Defensores externos

Essa é a posição com mais fartura. Para se ter ideia, até deixamos Carlos Beltran apenas como rebatedor designado e Steve Pearce como primeira base para reduzir a lista.

Dois jogadores se destacam, contudo, nenhum deles brilhou tanto como nos últimos anos.  Yoenis Cespedes teve uma temporada com aproveitamento de 28%, com 31 home runs e 86 corridas impulsionadas. Já Jose Bautista, teve aproveitamento de 23,4%, com 22 home runs e 69 RBI. Ambos deverão querer assinar um contrato longo e com valor alto, sendo que Bautista talvez possa virar rebatedor designado.

Depois deles vamos para a segunda prateleira de grandes nomes. Quando o assunto é potência temos Mark Trumbo, que pode jogar como rebatedor designado e que impulsionou 108 corridas e que mandou 47 bolas para o outro lado do muro, liderando a liga em home runs. O melhor nome nesse grupo talvez seja Ian Desmond, que teve aproveitamento de 28,5%, com 22 home runs e 86 corridas impulsionadas. Josh Reddick é outro bom nome, teve aproveitamento de 28,1%.

Dexter Fowler também pode entrar no grupo acima. Ele chegou em base quase 40% das vezes que foi a bastão, além de ter aproveitamento de 27,6%, com 13 home runs, 48 corridas impulsionadas e 13 bases roubadas. Sua velocidade e boa defesa também são de se exaltar.

Uma aposta que pode ser muito boa é Carlos Gomez. Ele não foi bem ofensivamente em 2016, mas é um jogador com aproveitamento no bastão bom (27,5% na carreira), sólido defensivamente e que traz muita velocidade (18 bases roubadas). Além disso, ele poderá ser contratado a baixo custo.

Se você busca velocidade, Rajai Davis é o cara. Ele roubou 43 bases em 2016 e ainda é bom defensivamente. Outra opção interessante é Coco Crisp, um jogador experiente que se mostrou decisivo nos playoffs.

Outros nomes interessantes são Matt Holliday, Michael Bourn, Michael Saunders, Gregor Blanco, Carl Crawford, Austin Jackson, Matt Joyce, Angel Pagan, Colby Rasmus e Brandon Moss.

Rebatedores designados

Os dois grandes nomes não Carlos Beltran e Edwin Encarnacion. Os dois jogadores veteranos deverão querer receber um valor alto e um contrato longo, o que pode fazer o negócio ser ruim. Por outro lado, ambos oferecem potência, já que Beltran terminou o ano com 29,5% de aproveitamento, com 29 home runs e 93 corridas impulsionadas, enquanto Encarnacion rebateu 42 home runs e impulsionou 127 corridas.

O segundo escalão é formado por Kendrys Morales – 26,3% de aproveitamento, 30 home runs e 93 RBI – e Justin Morneau – aproveitamento de 26,1%, com seis home runs e 25 corridas impulsionadas. Entre esses dois, Morales sai na frente por ter jogado mais em 2016, ter mais potência e já ter mostrado ser decisivo nos playoffs.

Um jogador que não deverá ser tão caro é Billy Butler. Apesar dos 250 at bats, ele rebateu cinco home runs, impulsionou 35 corridas e teve aproveitamento no bastão de 28,4%. Seu problema foi uma briga com um companheiro de equipe. Outra aposta é Pedro Alvarez, que rebateu 24 home runs.

Seleção dos melhores jogadores

Abridor – Rich Hill

Reliever – Aroldis Chapman, Kenley Jansen ou Mark Melancon

Receptor – Wilson Ramos

Primeira base – Steve Pearce

Segunda base – Neil Walker

Terceira base – Justin Turner

Shortstop – Erick Aybar

Defensores externos –  Mark Trumbo, Ian Desmond e Yoenis Cespedes

Rebatedor Designado – Edwin Encarnacion

Seleção com jogadores em conta

Abridor – Bartolo Colon

Reliever – Greg Holland

Receptor – Dioner Navarro

Primeira base – Mike Napoli

Segunda base – Chase Utley

Terceira base – Aaron Hill

Shortstop – Alexei Ramirez

Defensores externos – Carlos Gomez, Michael Bourn e Rajai Davis

Rebatedor Designado – Billy Butler

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top