MLB

Um ano após errarem feio, Angels fazem o óbvio ao contratar Joe Maddon

Joe Maddon

(Crédito: Instagram/reprodução)

Um ano após fazer uma péssima escolha com Brad Ausmus, o Los Angeles Angels conseguiu acertar ao fazer o óbvio: contratar Joe Maddon como o seu novo manager.

O veterano comandante volta para casa após ter passado 31 anos na franquia da Califórnia como jogador de ligas menores e em cargos de treinador, inclusive como bench coach de Mike Scioscia em 2002, ano em que o time de Anaheim venceu a sua única World Series.

Com Mike Trout e Shohei Ohtani no elenco, Maddon terá uma missão clara: seguir a sua sina na Major League Baseball e reerguer uma equipe. O manager ergueu o Tampa Bay Rays e o Chicago Cubs, sendo eleito Manager of the Year três vezes e conquistando a World Series em 2016. Quando assumiu essas franquias, elas tiveram campanhas de 95 e 89 derrotas consecutivamente.

Além de ser um especialista em arrumar a casa e ter identificação com os Angels, o comandante é o cara certo para lidar com o elenco. Experiente, Joe Maddon pôde aprender com o caso de Addison Russell e terá que ligar com as investigações da DEA e o baixo astral causado pela morte de Tyler Skaggs em decorrência do álcool e de medicamentos.

Mesmo não sendo um manager da era dos analytics, ele tem o perfil perfeito para uma equipe que vem de anos de draga, teve 90 derrotas em 2019 e ainda não encontrou um comandante que possa substituir Scioscia.

Se 2020 não deve ser o ano do Los Angeles Angels mostrar sua cara, a próxima temporada claramente será de um elenco reformulado, com talentos promissores que podem ajudar a formar a base de anos vitoriosos ou de um time competitivo e de uma equipe de se dá gosto de ver.

O melhor de tudo? Essa reformulação contará com o melhor jogador de beisebol (há quem diga da história), Mike Trout, e o talento incrível de Shohei Ohtani. Também é bem provável que o time siga abrindo o bolso.

Preparem-se! Los Angeles voltará a ter duas equipes de beisebol.

Comments
To Top