MLB

All-Star Game não definirá mais o mando de campo da World Series

All-Star Game

(Crédito: Instagram/reprodução)

Uma das grandes novidades do 2 é que o All-Star Game não definirá a equipe que terá a vantagem de mando de campo na World Series. Em vez disso, o campeão de liga que tiver a melhor campanha na temporada.

A mudança foi divulgada pela ‘Associated Press’. Uma pessoa que está familiarizada com o acordo falou sob condição de anonimato porque os detalhes do acordo ainda não haviam sido divulgados.

Além disso, foi acordado a redução da lista de jogadores inativos de 15 dias para dez.

Para se ter ideia, o último jogo da World Series de 2016 seria no Wrigley Field, casa do Chicago Cubs, em vez do estádio do Cleveland Indians caso a atual regra já estivesse em vigor.

A vantagem de mando de campo geralmente vem alternando entre as duas ligas desde 2012. A MLB, liderada pelo então comissário Bud Selig, e a ‘Fox Sports’ promoveram essa inovação após o All-Star Game de 2002 ter terminado empatado em 7 a 7 após as duas equipes ficarem sem arremessadores depois de 11 entradas jogadas.

“Isso (a definição do mando de campo) energiza isso (All-Star Game). Isso dá a eles (jogadores) algo para realmente jogar”, disse Selig após os proprietários aprovarem a mudança da política do All-Star Game em uma votação por 30 a 0 em 2003.  “As pessoas pagam muito dinheiro para ver esse jogo. Merecem a mesma intensidade que veem durante todo o ano, as pessoas da televisão pagam muito dinheiro, não foi e não deve ser um jogo de exibição sem sentido”.

O que começou com uma experiência de dois anos foi estendido. A Liga Americana venceu 11 dos 14 All-Star Games jogados sob essa regra e oito representantes da Liga Americana venceu a World Series sob esse modelo de jogo das estrelas.

Com a mudança, os jogadores irão jogar pelo incentivo financeiro.

Já a mudança na lista de jogadores inativos permite que as equipes façam substituições mais rápidas no seu elenco, em vez de esperarem um jogador se recuperar durante duas semanas.

Tabaco é proibido para novos jogadores da liga

Dentro das mudanças, a Major League Baseball e o sindicato de jogadores concordaram em proibir o tabaco de mascar para novos jogadores, informou uma pessoa familiarizada com as negociações.

A proibição não se aplica a qualquer jogador que já tenha pelo menos um dia de serviço no elenco principal.

Vale lembrar que diversas cidades proibiram o uso e de tabaco em estádios, entre elas: Boston, Chicago, Nova York, San Francisco, Milwaukee e Washington.

Nas ligas menores os jogadores não são sindicalizados e o uso de tabaco é proibido desde 1993.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top