MLB

Alex Rodriguez torce para Bonds e Clemens para ter chance de entrar no Hall da Fama

Alex Rodríguez. ex-jogador da MLB

(Crédito: Instagram/reprodução)

Alex Rodriguez, ex-terceira base conhecido por seu grande desempenho e também por ter se envolvido em escândalo de doping, acredita que Barry Bonds e seu ex-companheiro de New York Yankees Roger Clemens merecem entrar no Hall fa Fama. Além disso, ele torce para os dois para, ao mesmo tempo, ver suas chances de ir a Cooperstown aumentarem.

“Claro que quero que eles entrem porque isso significaria que eu teria uma oportunidade de entrar um dia”, declarou o analista de televisão, que se aposentou em 2016 e será elegível ao Hall da Fama a partir de 2022, em entrevista à ‘ESPN’.

Clemens e Bonds, que viram seus casos para serem eternizados perderem força por causa de acusações de uso de esteroides, seguem fazendo avanços pequenos na votação. Precisando chegar a 75% dos votos, Clemens saiu de 57,3% em 2018 para 59,5% em 2019, enquanto Bonds passou de 56,4% para 59,1%. Ambos têm mais três anos de elegibilidade.

“Olha, rezo todo dia para ter a chance de entrar. O Hall da Fama é o auge. Se você pensar sobre o caso de Roger e Barry especificamente… se você parar a carreira deles em 33 ou 34 anos, eles eram escolhas para o primeiro ano de elegibilidade, então veio o barulho (sobre o uso de substância para melhoria de desempenho). Para mim, isso é uma pena. Certamente estou torcendo para os dois. Gosto bastante dos dois. São dois amigos e estou no lado deles”, analisou Alex Rodriguez.

A-Rod atuou 22 temporadas na Major League Baseball por Seattle Mariners, Texas Rangers e New York Yankees, sendo que conquistou a World Series em 2009 com o time do Bronx. Três vezes MVP da Liga Americana, ele liderou a American League cinco vezes em home runs e corridas anotadas e duas em corridas impulsionadas. O 14 vezes All-Star soma 696 home runs e 2.086 RBIs.

“Tenho tomado uma abordagem sobre falar sobre o que é melhor. Cometi meus erros e recebi grandes penalidades”, disse Alex Rodriguez, que admitiu usar substâncias para melhoria de desempenho e foi suspenso por toda temporada de 2014. “Amaria entrar (no Hall da Fama), mas eu entendo que eu fiz meu próprio caminho. Então, se eu não entrar no Hall da Fama, posso viver com isso. Ficarei chateado, isso será um saco e não posso acreditar que me coloquei nessa situação. Mas, se isso acontecer, não tenho quem culpar além de mim mesmo”.

Comments
To Top