Boxe

Lenda do boxe, Muhammad Ali morre aos 74 anos; esportistas lamentam

(Crédito: Flickr/reprodução)

(Crédito: Flickr/reprodução)

O esporte chora. E, neste espaço que geralmente é destinado ao futebol americano, o Quinto Quarto esquece um pouco da bola oval para comunicar a morte de um dos maiores ídolos do boxe de todos os tempos Muhammad Ali, que faleceu aos 74 anos de idade.

O falecimento do ícone foi confirmado em um comunicado oficial da família do ex-pugilista, divulgado na madrugada deste sábado (4).

“A família Ali gostaria de agradecer a todos pelos pensamentos, orações e apoio, e pede privacidade neste momento”, escreveu o porta-voz Bob Gunnell.

Ali estava hospitalizado na região de Phoenix nesta semana, com problemas respiratórios. O Departamento de Polícia de Paradise Valley afirmou à ‘ABC News’ que foi realizada uma chamada de emergência feita do endereço de Ali, na última terça-feira (31).

Aposentado do boxe desde 1981, Muhammad Ali vinha batalhando contra o Mal de Parkinson há décadas e foi hospitalizado em outras oportunidades nos últimos anos, incluindo em 2015, quando o campeão dos pesos-pesados sofreu de infecção urinária severa, que foi inicialmente diagnosticada como pneumonia.

Em suas aparições mais recentes em eventos públicos, Muhammad Ali parecia cada vez mais debilitado e, nesta sexta, o esporte perdeu um de seus maiores nomes, em todas as modalidades.

Ali estava morando com Lonnie, sua quarta esposa, na região de Phoenix. Eles se casaram em 1986.

O funeral do astro será realizado em Louisville, sua cidade natal, como confirmou o porta-voz. Mais detalhes sobre as homenagens póstumas a Muhammad Ali devem ser divulgados neste final de semana.

Cassius Marcellus Clay Junior nasceu no dia 17 de janeiro de 1942 e começou sua trajetória no boxe aos 12 anos, treinado por Joe Martin, um policial de Louisville que se tornou seu técnico durante a carreira amadora. O boxeador ganhou projeção ao vencer a medalha de outro dos pesos meio-pesados nos Jogos Olímpicos de Roma, em 1960.

Três vezes campeão mundial dos pesos-pesados, Cassius Clay mudou seu nome para Muhammad Ali pouco depois de derrotar Sonny Liston para faturar seu primeiro título mundial dos pesos-pesados em 1964, aos 22 anos. A mudança foi devido à sua conversão ao islamismo.

Ali ainda venceu mais dois títulos mundiais na categoria em 1974 e 1978, antes de se aposentar com um cartel de 56 vitórias e cinco derrotas, com 37 nocautes ao todo na sua brilhante carreira.

Muhammad Ali anunciou em 1984 que foi diagnosticado com Mal de Parkinson, mas a doença não o conteve durante muitos anos, sendo que ele continuou sendo uma grande figura carismática do esporte mundial.

O Quinto Quarto lamenta profundamente o falecimento deste grande nome não apenas no boxe, mas do esporte como um todo. Nossa equipe e os amantes do esporte choram…

Esportistas lamentam falecimento de Muhammad Ali – As reações à morte do ícone do boxe foram imediatas e vários esportistas das grandes ligas americanas expressaram seus sentimentos depois de a notícia ser divulgada.

Entrevistado pela ESPN americana, LeBron James focou no legado do boxeador. “Quando era criança, ficava impressionado com o que Ali fez no ringue. Mas mais velho, lendo sobre ele, percebi que o que ele fez no ringue foi secundário para o que ele significou fora dele – sua influência, o que ele representou.”

– Confira algumas das reações da NFL e de outros jogadores:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top