Lutas e MMA

Anderson Silva fala sobre saída do UFC: “Foi um prazer”

Com 47 anos, Anderson Silva tem experimentado novos voos na carreira. Um deles acontecerá no dia 29 de outubro. O ex-campeão dos pesos médios do UFC encara o youtuber americano Jake Paul, em uma luta de boxe.

Recentemente, Anderson fez questão de elogiar o irmão de Logan Paul, que apesar de não ser um profissional derrotou Tyron Woodley e Ben Askren.

“As pessoas gostam muito de criticar quem está fazendo. Os moleques abriram um símbolo de interrogação muito grande sobre os esportes de combate, como boxe e MMA. E está abrindo a mente de muita gente, abrindo a cabeça de muita gente que está presa em contratos e situações. Por que não você ser dono do seu passe? Por que você não pode fazer o que quer e o que vai te fazer feliz? O que vai te trazer benefícios fora do meio que você está acostumado a estar. Os moleques estão fazendo o trabalho deles e fazendo um bom trabalho”, disse Silva em entrevista exclusiva ao Combate.

+ Veja o que mais disse Anderson Silva em relação a Jake Paul

Outro assunto tratado por Anderson diz respeito à sua saída do UFC. Segundo o ex-campeão, sair da categoria foi um “presente”, após tudo que aprendeu fora do ringue.

“Estive muito tempo na mesma situação e demorou para as coisas acontecerem. E quando as coisas aconteceram, começaram lá atrás, quando tive a oportunidade de trabalhar com a Nine. As coisas foram mudando e comecei a entender o meu valor. E aí tive a oportunidade de sair do UFC, que foi um presente que ganhei ter saído do UFC, ter saído do contrato (…). Foi um grande aprendizado saber o que fazer e o que não fazer. O que tenho que fazer aqui? Agora sou dono do meu destino, a carta de alforria foi assinada, o que tenho que fazer agora? O que está errado e o que está certo? Como é a imagem do Anderson como marca? Como é a imagem do Anderson como atleta? Como é a imagem do Anderson fora das lutas? Vamos organizar isso. O que precisa? Preciso de pessoas certas e não pode ter medo, como aquelas coisas que têm muito com atletas de MMA e em outros esportes também: o cara não quer gastar para fazer a coisa certa e aí acaba gastando muito mais lá na frente. Consegui abrir minha mente para isso e tenho um time que é super profissional”, afirmou Anderson, em entrevista ao Combate.

Após a derrota para Derek Brunson, o “Spider” perdeu outras três lutas e decidiu encerrar a sua passagem pelo UFC com o fim do contrato.

No MMA, Anderson somou 34 vitórias, 11 derrotas e um “no contest”. Além disso, foi campeão peso-médio em outubro de 2006 até julho de 2013.

Por fim, está no boxe, com duas vitórias – Julio César Chávez Jr. e Tito Ortiz, além de ter uma luta de exibição com Bruno Caveira.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top