NFL

Kaepernick deveria aceitar corte salarial para acertar com os Broncos, diz ex-quarterback

Colin Kaepernick vive um dilema. O quarterback do San Francisco 49ers está próximo de fechar com o Denver Broncos. Mas, de acordo com diversas reportagens, para jogar no atual campeão do Super Bowl, ele teria que aceitar uma redução de salário.

Para o ex-quarterback pertencente ao Hall da Fama, Warren Moon, não há porque titubear. Kaep deveria aceitar a proposta. “Eu acho que o ataque do Denver é feito para ele. Ele não precisa ser um bom passador nesse ataque. Gary Kubiak (técnico dos Broncos) quer correr com a bola um pouco mais e usar mais o play-action”, disse Moon.

Kaepernick já se encontrou com o general manager do time do Colorado, John Elway, uma lenda na posição, diversas vezes nas últimas semanas. No último domingo, foi visto no aeroporto de Denver. O grande obstáculo para a troca é o salário alto de US$ 11,9 milhões do QB dos Niners.

Moon acredita que possíveis mudanças em seu contrato beneficiariam a carreira de Kaepernick. “Eu acho que é a situação perfeita para Colin, ele terá por perto mestres como John Elway e Gary Kubiak. Em San Francisco, ele tinha nomes ligados à defesa, como Jim Tomsula. Eu espero que o ego dele não seja decisivo, porque eles estão pedindo uma redução salarial. Ele pode trazer esse dinheiro de volta”, opinou Moon.

Inicialmente, segundo a ‘CBS Sports’, Colin recusou o corte de salário. Isso não significa que o acordo foi para o ralo. Segundo o jornalista da emissora Jason La Canfora, não há uma data limite para definir essa situação, portanto o mês de abril será de intensas negociações entre Kaepernick e Broncos.

Comments
To Top