NFL

Treinador de RBs dos Patriots: Rex Burkhead é “algo especial”

Rex Burkhead, running back do New England Patriots

(Crédito: Twitter/reprodução)

O New England Patriots pode até ter perdido Dion Lewis, que fechou com o Tennessee Titans nesta offseason, mas o backfield ofensivo da franquia de Foxborough continua recheado de peças talentosas.

Na primeira rodada do draft de 2018, os Pats selecionaram o running back Sony Michel, o que indica que a franqua projeta um grande espaço para o calouro no ataque, e nomes como o bom recebedor de passes Dion Lewis, o curinga Rex Burkhead, Mike Gillislee, e o ex-Cincinnati Bengals e contratado nesta free agency Jeremy Hill compõem o restante do grupo de running backs.

Burkhead sofreu uma entorse no joelho no começo de dezembro passado e perdeu espaço no backfield. Contudo, agora que ele está saudável, as expectativas são altas em relação ao camisa 34.

Quem deixou isso bem claro foi Ivan Fears, treinador de running backs dos Patriots.

“Nesta época no ano passado, ele começou a mostrar para nós o que pode fazer. Uma vez que você tem a chance de ver isso, você meio que constrói sobre isso. Rex é algo especial. Eu gosto dele”, declarou Fears, na semana passada, segundo o ‘MassLive.com’.

Na temporada regular de 2017, em dez jogos nos quais entrou em campo, Burkhead correu 64 vezes para 264 jardas e cinco touchdowns, e fez 30 recepções para 254 jardas e três touchdowns, sendo uma grande arma para o ataque liderado por Tom Brady sobretudo na red zone.

Mesmo não tendo participado muito playoffs por motivos físicos, ele foi recompensado com um novo contrato de três anos, assinado em março.

Ainda que seja um membro valiosíssimo do backfield, como frisou Fears, dificilmente ele abrirá a próxima temporada como running back número 1 dos Patriots. Esse cara deve mesmo ser Sony Michel e Fears está bastante curioso para explorar todo o potencial do calouro.

“Ele é um cara muito físico para um cara que é realmente bom em campo aberto. A maioria desses caras são do tipo scatback (rápidos e ágeis). Ele é muito produtivo no campo aberto e também é muito produtivo por dentro, porque tem alguma robustez. (…) Ele não é um cara pequeno. Ele tem ombros largos e cerca de 98 (kg), algo nessa faixa. Ele é um jogador de porte que pode bater e fazer algumas coisas acontecerem no espaço aberto”, elogiou o treinador de RBs.

Comments
To Top