NFL

Tony Romo: Green Bay Packers é o time a ser batido na temporada 2018

Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers

(Crédito: Instagram/reprodução)

No ano passado, Tony Romo fez uma grande transição da carreira de quarterback profissional para a de comentarista de jogos. Ele foi muito elogiado por sua visão de futebol americano (até fazendo previsões em tempo real) e chegou até a ser nomeado ao Emmy na categoria Personalidade Esportiva Excepcional em seu primeiro ano na nova função.

E, quando o ex-signal caller do Dallas Cowboys fala, é sempre bom o fã da bola oval ouvir com atenção.

Na conclusão do seu 15º camp anual de futebol americano, em Burlington, Wisconsin, Romo disse aos repórteres locais que o Green Bay Packers será o “time a ser batido” nesta temporada 2018 da National Football League, caso as contratações para reforçar a secundária deem o resultado esperado.

“Eu acho que os Packers provavelmente ficaram melhores do que qualquer outro time que eu vi nesta offseason. É cedo e lesões acontecem, mas, neste momento, eles estão no topo para mim como um time que você não gostaria de enfrentar nos playoffs”, afirmou Romo segundo a ‘WTMJ-TV’, em Milwaukee.

O ex-quarterback dos Cowboys observou que pontos frágeis dos Packers na temporada passada, como a secundária e a linha ofensiva, foram reforçados. Ele também acrescentou que o corpo de wide receiver de Green Bay pode ser “ainda mais dinâmico” caso um dos jovens recebedores da organização apareça como um bom playmaker.

Romo também notou que uma aquisição em especial feita pelos Packers nesta offseason, um tight end que já foi All-Pro, pode ser um ponto diferencial nas perspectivas do time em 2018.

“A questão de Jimmy Graham é um grande negócio, as pessoas não entendem. Vocês vão ver um Jimmy Graham das antigas. Você o junta com Aaron Rodgers e verá uma fera um pouco diferente. Na red zone, isso será quase imparável. Se a secundária for um pouco melhor, eu acho que eles são o time a ser batido neste ano”, finalizou Tony Romo.

Na temporada passada, antes de o quarterback Aaron Rodgers sofrer uma fratura na clavícula, os Packers eram fortes candidatos ao título do Super Bowl.

Agora, com Rodgers saudável, com a chegada de Graham e com o coordenador defensivo Mike Pettine chegando para reformular a defesa, é fácil compreender por que Romo está com expectativas tão altas em relação à franquia de Wisconsin.

Comments
To Top