NFL

Quinta Descida: o polêmico lance final do Monday Night entre Lions e Seahawks

1297329913318_ORIGINALSe você acompanha minimamente a NFL, já deve estar sabendo do polêmico lance do último Monday Night Football entre Seattle Seahawks. Caso não, aqui uma rápida recapitulação.

Faltando segundo para o final do jogo, os Lions estavam perdendo por três pontos na linha de 12 do campo do adversário. Matthew Stafford conectou para Calvin Johnson, que ia anotando o touchdown da vitória quando Kam Chancellor milagrosamente socou a bola da mão do wide receiver, fazendo com que ela saísse pela linha de fundo e devolvendo a bola aos Seahawks. Fim de jogo, vitória de Seattle. Isso foi o que aconteceu, e foi ilegal. Por que? Explico: Após a bola sair da mão de Megatron, K.J. Wright, jogador dos Seahawks empurrou a bola para fora da endzone, e essa é a falta que deveria ter retornado a bola para Detroit.

KAMPUNCH.0

Para entender melhor o lance, é preciso voltar um pouco no tempo, mais especificamente a dois casos.

No esporte que originou o futebol americano, o rugby, é muito comum ver jogadores chutando as bola quando no chão para tentar conseguir território. Como qualquer toque com a mão que resulte em movimento da bola para frente é falta, os jogadores usam o pé, membro neutro, para mover a bola quando viva. Isso fica bem claro nesse lance da copa do mundo, aonde o jogador da Georgia vê a oportunidade de pegar a defesa da Nova Esplêndida desprevenida, e chuta a bola para frente e depois consegue recuperá-la para anotar o try.

 

Como esporte originário do rugby, o futebol americano foi ao longo dos tempos se desvencilhando das regras de seu “pai” e criando seu próprio jogo. Porém no caso da regra de mudar a direção da bola propositalmente durante lance de fumble, foi preciso a malandragem de alguns jogadores para que a liga abrisse os olhos sobre a falha no regulamento.

A jogada que mudou tudo foi apelidado de Holy Roller (a rolada sagrada). Em 1978, o Oakland Raiders perdia para o San Diego Chargers por 14 x 20 e estava na linha de 14 jardas do adversário no último lance da partida. Ken Stabler chamou a jogada, mas logo recebeu a pressão da linha defensiva adversária. Vendo que não iria completar o passe, forçou fumble proposital para frente. Com a bola viva, o running back dos Raiders, Pete Banaszak tentou recuperá-la, mas vendo que também não iria conseguir avançar, soltou a bola para frente, que entrou na endzone e foi finalmente recuperada por Dave Casper, tight end de Oakland que anotou o bizarro e controverso touchdown.

A partir desse lance, a liga se notou da brecha, e criou a regra 12.1.8, que diz claramente: “Um jogador não pode bater ou socar uma bola solta (que tocou no chão) para nenhuma direção.”

Do grande livro de regras da NFL, essa é uma das mais fáceis de se perceber e anotar, e as zebras conseguiram errar, mostrando duas coisas: falta estudo, das leis e da história da liga

Comments
To Top