NFL

Novo dono do Carolina Panthers, David Tepper quer ambiente “aberto e seguro”

David Tepper, novo proprietário do Carolina Panthers

(Crédito: Twitter/reprodução)

David Tepper foi apresentado nesta terça-feira (10) como novo proprietário do Carolina Panthers e ele fez questão de deixar claro que não vai aceitar nada menos que um ambiente de trabalho “aberto e seguro” dentro da organização.

Apesar disso, o executivo revelou que é “contratualmente obrigado” a manter uma estátua de Jerry Richardson, ex-proprietário e fundador do time, na parte de fora do estádio da equipe.

Falando com a imprensa um dia depois de a venda da franquia ser oficializada, Tepper observou que manter a estátua foi parte do acordo firmado quando ele comprou a organização da Carolina do Norte.

Tepper observou que não haverá “impedimento” para os funcionários se sentirem à vontade para informar suas preocupações em relação ao lado empresarial da organização e o novo dono deseja criar um ambiente onde “todos se sintam seguros como uma família”.

Jerry Richardson anunciou em dezembro do ano passado que estava vendendo a franquia, logo após ser aberta uma investigação da NFL contra ele sobre má conduta no ambiente de trabalho.

Richardson então acabou sendo multado em US$ 2,75 milhões em junho como resultado da investigação da liga, que durou seis meses e fundamentou as acusações de má conduta contra funcionários da organização.

“Ouçam, o que já passou, passou. Estamos no agora. Esse será um lugar aberto. Então, não haverá acordos de não-divulgação, não importa quais, neste novo lugar. Aquilo foi então, isso é agora”, afirmou Tepper nesta terça.

Sobre a estátua, ela foi construída em 2016 e mostra Richardson segurando uma bola de futebol americano ao lado de duas panteras rosnando.

Os torcedores expressaram desejo nas redes sociais e em programas esportivos de que a estátua seja removida.

Tepper reiterou que a cidade de Charlotte é o “lugar lógico para os Panthers”, ainda que o novo dono tenha observado que novas instalações de treinamento são uma de suas prioridades.

Ele está pensando em mudar as instalações da equipe para a Carolina do Sul, em parte para manter os dois estados interessados na equipe. Nos dias de hoje, os Panthers treinam em três campos localizados a uma curta distância de seu estádio no centro da cidade.

O novo proprietário da franquia pretende contratar um novo presidente para o time, de maneira a substituir Danny Morrison, que saiu no ano passado, e também para substituir Tina Becker, chefe de operações da franquia, que saiu do cargo na última segunda após sete meses na função e 19 anos trabalhando na organização.

Deixando a parte de negócios um pouco de lado, Tepper sabe que também precisa avaliar a parte de futebol americano, mas ele elogiou o comando técnico e acredita que o staff esportivo não é algo que exige atenção imediata.

“Você está realmente abençoado com um bom lado de futebol americano aqui”, pontuou Tepper, na coletiva. “Um head coach que entende e que se entende”, prosseguiu.

Ron Rivera, técnico principal dos Panthers, retorna para sua oitava temporada no cargo. Apesar disso, o time passou por mudanças na comissão técnica nesta offseason, mesmo depois de uma temporada 2017 com 11 vitórias e cinco derrotas, e classificação aos playoffs.

As duas modificações mais notáveis são a contratação do coordenador ofensivo Norv Turner, que substituiu Mike Shula, e a promoção de Eric Washington da função de treinador de linha defensiva para coordenador defensivo. Washington substitui Steve Wilks, que assumiu o posto de técnico principal do Arizona Cardinals.

Tepper garantiu que ficou satisfeito com as mudanças no staff técnico e apontou que o time está em boas mãos com Rivera no comando.

“Ron é um cara naturalmente defensivo, OK, apenas natural. Quero dizer, natural como andar pela rua e beber água, natural. Então, eu acho que você tem que apreciar por ter um cara que compreende que deseja ter a força da organização e trazer boas pessoas para fazer isso. Isso é importante, então acho que esse é o tipo de coisa que você gosta de ver”, observou.

Com Rivera como head coach desde 2011, os Panthers foram à pós-temporada em quatro oportunidades, incluindo três vezes com títulos consecutivos da divisão NFC South (2013 a 2015) e indo ao Super Bowl na temporada 2015.

E, ainda que haja preocupações na parte de negócios que exigem sua atenção imediata, Tepper assegurou que dar continuidade ao sucesso dentro de campo com uma boa comissão técnica continuou sendo uma prioridade sua.

“Isso é um negócio; não esqueçam disso. Mas o lado de futebol americano é muito importante e ganhar é muito importante”, completou o novo proprietário.

Comments
To Top