NBA

NBA cria restrições de marcas em patrocinadores de uniforme

(Crédito: Adidas/divulgação)

(Crédito: Adidas/divulgação)

Ao que parece, é apenas uma questão de tempo para que a NBA aprove uma medida que libere a inclusão de patrocínios nas regatas de jogo.

Se espera que a medida seja colocada em prática a partir da temporada 2017/18, quando a Nike assumir o controle dos materiais esportivos das 30 franquias da liga.

Após acordar na liberação dos patrocínios, os times agora começam a estabelecer os termos para que uma empresa possa aparecer nos uniformes. Segundo o repórter Darren Rovell, os pré-requisitos para figurar em uma regata da NBA são: ser uma empresa que não esteja ligada aos ramos de bebida alcoólica, tabaco, jogos de azar, política, mídia ou que seja um competidor da Nike.

A medida mostra todo o cuidado que a liga está tendo com a ação, inédita entre as quatro grandes ligas americanas.

É curioso notar a restrição a patrocinadores ligados a política, uma ação muito bem pensada e que evita grandes polêmicas. No ano passado, o então candidato a presidência da Argentina, Mauricio Macri se utilizou das placas publicitário na beira de do gramado para fazer propaganda de sua candidatura durante a final da Copa da Argentina entre Rosario Central e Boca Juniors. A medida foi contestada por grande parte da imprensa por utilizar o esporte como plataforma política. É esse tipo de polêmica que a NBA evita com a restrição.

Comments
To Top