NBA

Dia 2 dos playoffs: Harden e George brilham, Celtics superam Bucks e Pacers se impõem

Houston Rockets (1-0) 104 x 101 Minnesota Timberwolves (0-1)

O jogo entre o primeiro e o oitavo foi muito mais difícil que o esperado para o Houston Rockets, que precisou de toda a inspiração de James Harden para bater os T-Wolves. O camisa 13 fez 44 pontos, assumindo a bronca no último quarto – ele teve uma sequência de 11 pontos seguidos do seu time – para espantar a zebra, pelo menos no Jogo 1.

Foi um jogo estranho, para dizer o mínimo. Os dois ataques estavam com péssima pontaria: tirando James Harden, que fez 7 de suas 12 bolas de três, o resto da equipe acertou pífias três em 25.

Mas Karl-Anthony Towns teve míseros oito pontos. E isso jogando 40 minutos.

Os Timberwolves perdiam por sete já no fim, mas fizeram quatro pontos seguidos e ficaram a uma posse de bola faltando 30 segundos. Chris Paul acertou dois lances livres, Towns contribuiu pelo menos com uma cesta no fim e um erro de Chris Paul, um dos melhores armadores da NBA na última década, deu a bola para os visitantes. Mas Jimmy Butler errou.

Outra coisa estranha: Butler teve apenas 13 pontos, acertando 4 arremessos em 11.

A pena para os T-Wolves é que nessa partida onde tudo aconteceu, só não rolou a surpresa da vitória. Tudo porque James Harden foi o único normal.

Oklahoma City Thunder (1-0) 116 x 108 Utah Jazz (0-1)

O ataque do Utah Jazz funcionou bem e Donovan Mitchell não parece ter sentido o peso do momento, com 27 pontos e 10 rebotes. O problema é que a defesa não justificou sua fama e produção na temporada regular e Paul George foi brilhante.

O ala teve 36 pontos, acertando oito bolas de 11 atrás da linha de três e foi a principal razão para o Thunder vencer a primeira partida da série, que tem tudo para ser longa.

O Jazz abriu 16 a 4 logo de cara, na casa de OKC, mas os mandantes se recuperaram e no fim do primeiro quarto já tinham empatado. No intervalo a vantagem era de seis e Paul George já tinha 20 pontos.

E não parou por aí: no fim do terceiro quarto e começo do último período o Jazz voltou novamente a jogar intensamente no ataque, com Mitchell sendo agressivo e Rudy Gobert, Joe Ingles e Jae Crowder – 14, 13 e 13 pontos respectivamente – no apoio. Só que o Thunder não falhava: George mesmo com dupla marcação ou acertava o arremesso contestado ou abria para o jogador livre. Alex Abrines acertou duas bolas de três fundamentais no último período que deixaram a vantagem em duplo dígito.

Assim Russell Westbrook não precisou fazer tudo e mesmo assim quase teve um triplo-duplo, com 29 pontos – 10 de 25 nos arremessos – 13 rebotes e 8 assistências. Vamos ver se isso se mantém durante a série.

 

Victor Oladipo, ala-armador do Indiana Pacers

(Crédito: Instagram/reprodução)

Cleveland Cavaliers (0-1) 80 x 98 Indiana Pacers (1-0)

A campanha do Cleveland Cavaliers para chegar pela quarta vez seguida às finais da NBA não começou nada bem. O time teve um primeiro quarto horroroso e não conseguiu completar uma reação no último período, perdendo para um Indiana Pacers que montou uma defesa sólida e contou com uma partida incrível de Victor Oladipo.

Logo de cara os Pacers mostraram que não estavam para brincadeiras na Quicken Loans Arena. O time liderou ao fim do primeiro quarto por 33 a 14 e chegou a liderar por 23 depois do intervalo. Oladipo terminou com 32 pontos, com 11 arremessos certos em 19 tentados.

Os Cavaliers mostraram mais uma vez péssima organização defensiva e no ataque não conseguiam surpreender o adversário ou conseguir arremessos fáceis. O time acertou míseros 8 de 34 arremessos de 3. Jeff Green tentou sete arremessos, errou todos e saiu zerado de quadra, mesmo jogando 27 minutos.

Mas com LeBron James nunca se duvida – ele fez sua parte com um triplo-duplo de 24 pontos, 10 rebotes e 12 assistências – e o time começou a reagir no fim do terceiro quarto e cortou a diferença para sete pontos. Lance Stephenson não conseguiu parar o camisa 23 e inclusive levou uma técnica ao acertar com o braço a cabeça de James quando este tentava uma cesta.

Mas Oladipo não ia deixar seu esforço ser em vão e conseguiu uma cesta de três bastante clutch, assim como Bojan Bogdanovic no canto da quadra. A diferença logo voltou para duplo-dígito e a Quicken Loans Arena murchou. Com o jogo decidido, LeBron nem esperou para cumprimentar os vitoriosos e se mandou para o vestiário. O time terá muito trabalho para mostrar um mínimo de basquete coletivo já no jogo 2, nesta quarta-feira.

Boston Celtics (1-0) 113 x 107 Milwaukee Bucks (0-1) – Prorrogação

O final de Celtics e Bucks foi uma coisa de louco e só estamos no jogo 1. Depois de forçar a prorrogação, os Bucks não conseguiram a vitória e roubar a vantagem do mando de quadra, com os Celtics mostrando a força de seu elenco e o TD Garden e conseguindo abrir 1 a 0 na série.

Era para ser mais fácil: com 10,3 segundos faltando no tempo normal, Malcolm Brogdon – 16 pontos no jogo – surgiu livre para fazer de três e empatar o jogo. Mas Terry Rozier, inspirado – 23 pontos na partida – escapou da marcação, recuou e acertou uma linda bola de três para dar a vantagem a seu time com 0,5 segundo faltando.

Isso foi o suficiente para Khris Middleton pegar a bola completamente marcado, pouco depois da linha do meio da quadra e acertar uma bola impossível para mandar o jogo para a prorrogação.

Era de se imaginar que os Celtics sentissem o baque, ainda mais que sem Kyrie Irving e Marcus Smart, além, é claro de toda a temporada de Gordon Hayward, o time estava desfalcado. Jayson Tatum, Aron Baynes, Jaylen Brown e Terry Rozier tinham, combinados, um jogo como titular de playoffs.

Mas o time conseguiu ser melhor no tempo extra, com um rebote de Al Horford – o experiente do time e importantíssimo em quadra, com 24 pontos e 12 rebotes – e um contra-ataque que Terry Rozier finalizou. Giannis Antetokounmpo ainda conseguiu cortar a vantagem em lances livres, mas logo depois ele fez sua sexta falta e foi ejetado, tendo uma mancha negativa em uma partida incrível, de 35 pontos, 13 rebotes e 7 assistências. O Jogo 2 será na terça-feira.

 

Comments
To Top