NBA

DeMarcus Cousins disse que ir para os Warriors era seu “ás de espadas”

 

DeMarcus Cousins Kings

Crédito: Instagram/reprodução

A negociação que chocou a NBA na segunda-feira foi o ás de espadas de DeMarcus Cousins. E isso não é a opinião deste redator que vos escreve e sim do próprio jogador, que teria dito isso para Bob Myers, general manager do Golden State Warriors.

Há muitas especulações sobre como Cousins teria ido parar nos Warriors com um salário de apenas US$ 5,3 milhões. A mais corrente no momento é que o jogador realmente pensou nisso e tomou a iniciativa, conversando com Myers e com Draymond Green, Kevin Durant e Stephen Curry.

Segundo o jogador, “todo mundo estava animado” com a possibilidade de sua chegada.

O contrato de longa duração que ele esperava receber não veio do New Orleans Pelicans, que provavelmente estava receoso depois do jogador de 27 anos ter rompido o tendão de Aquiles.

DeMarcus Cousins então teria buscado suas alternativas e reduzido sua lista para o Boston Celtics e os Warriors. Os atuais campeões, depois de perder JaVale McGee, aceitaram o presente que caiu do colo e agora tem cinco All-Stars entre seus cinco titulares.

Isso explicaria perfeitamente a fala do ás de espadas e como este era seu “movimento de xadrez” ao conversar com Myers.

Comments
To Top