MLB

Robinson Canó é suspenso por 80 jogos pela Major League Baseball

Robinson Canó, jogador do Seattle Mariners

(Crédito: Instagram/reprodução)

O segunda-base Robinson Canó, do Seattle Mariners, foi suspenso por 80 jogos pela Major League Baseball sem a possibilidade de pagamento depois de testar positivo para uso de uma substância banida pela liga. O anúncio oficial foi feito nesta terça (15).

Canó testou positivo para o uso do diurético Furosemida, que viola o programa de prevenção e tratamento de drogas da MLB.

O jogador, que é um All-Star, disse que vai aceitar a suspensão, em efeito de maneira imediata.

“Recentemente, descobri que testei positivo para uma substância chamada Furosemida, que não é uma substância que melhora o desempenho”, declarou Canó, em comunicado oficial emitido pela MLB Players Association (MLBPA), sindicato dos jogadores da liga. “(…) Por mais de 15 anos, jogar beisebol profissionalmente tem sido a maior honra e privilégio da minha vida. Eu nunca faria nada para burlar as regras do esporte que amo, e depois de passar por dezenas de testes antidoping por mais de uma década, eu nunca testei positivo para uma substância que melhora o desempenho pela simples razão de nunca ter usado uma”, completou.

Sob a política de drogas da MLB, um jogador não é automaticamente suspenso pelo uso de um diurético a menos que a liga possa provar que ele teve a intenção de utilizá-lo como um agente de mascaramento.

Uma fonte com familiaridade em relação ao caso disse ao jornalista T.J. Quinn, da ‘ESPN’ norte-americana, que Canó testou positivo antes da temporada e apelou. Contudo, durante o processo de apelação, a MLB aparentemente conseguiu determinar sua intenção e isso resultou no jogador retirando o pedido de apelação.

Canó afirmou que recebeu Furosemida por meio de um médico licenciado na República Dominicana, país-natal do atleta, e que a substância é usada para tratar “várias condições médicas” lá, assim como nos Estados Unidos.

“Embora eu não tenha percebido na época que recebi uma medicação que era proibida, agora eu obviamente gostaria de ter sido mais cauteloso”, admitiu o jogador dos Mariners.

Canó sofreu uma fratura no quinto metacarpo da mão direita quando foi atingido por um arremesso lançado por Blaine Hardy, do Detroit Tigers, no último domingo (13). Ele foi colocado na disabled list pelos Mariners na última segunda (14) e ia se consultar com um especialista na Filadélfia nesta terça.

A MLB afirmou que o período que Canó passar na DL vai contar em sua suspensão de 80 jogos, o que é uma boa notícia para o jogador. O programa de drogas da liga não faz distinção entre um jogador saudável e um jogador que está lesionado.

Apesar disso, o segunda-base vai perder salário (US$ 11,85 milhões de seu acordo de US$ 24 milhões para 2018), de acordo com Darren Rovell, da ‘ESPN’, e estará inelegível para os playoffs e para o All-Star Game.

“Essa foi a decisão mais difícil que já tomei na minha vida, mas, em última análise, foi a decisão certa uma vez que não contesto que recebi essa substância. Peço desculpas à minha família, amigos, torcedores, companheiros de equipe e à organização Mariners. Sou extremamente grato pelo apoio que recebi durante esse processo, e estou ansioso para me juntar aos meus companheiros no final desta temporada”, disse Canó no comunicado, falando sobre a decisão de aceitar a suspensão.

O Seattle Mariners emitiu uma nota ressaltando a decepção com a suspensão.

“Robinson cometeu um erro. Ele nos explicou o que aconteceu, aceitou a punição e pediu desculpas aos fãs, à organização e aos seus companheiros de time. Vamos apoiar Robinson enquanto ele enfrenta esse desafio”, afirmou a organização.

Atualmente com 35 anos de idade, Canó é um dos maiores astros do Seattle Mariners e foi o responsável por 23 home runs na temporada passada, depois de somar 39 rebatidas além do muro em 2016.

Ele foi oito vezes selecionado para o All-Star Game em sua carreira.

De acordo com o ESPN Stats & Information, os 1.783 jogos que Canó disputou desde o começo da temporada 2007 representam a maior quantidade em toda a MLB neste período.

Vale ressaltar que uma segunda suspensão por doping seria de uma temporada inteira (162 jogos) e a terceira levaria ao banimento do jogador da liga.

Comments
To Top