MLB

MLB dá “última chance” e reintegra Jenrry Mejia, que havia sido banido vitaliciamente

Crédito: Reprodução

A Major League Baseball anunciou, nesta sexta-feira, que o comissário Rob Manfred acatou o pedido do arremessador Jenrry Mejia de reintegração de sua suspensão permanente após ter testado três vezes positivo para substâncias para melhoria de desempenho. O gancho foi anunciado em 12 de fevereiro de 2016 e o jogador do New York Mets tinha o direito de pedir a reintegração após ficar dois anos sem jogar.

Mejia poderá participar de eventos que não sejam públicos nas instalações da franquia do Queens a partir do All-Star Break desta temporada e poderá participar de jogos de reabilitação nas ligas menores a partir de meados de agosto.

Se cumprir as condições estabelecidas pelo escritório do comissário – que foram aceitas pelo atleta de 28 anos e pela Associação de Jogadores -, Mejia será reintegrado da lista de restritos e poderá voltar a participar de atividades relacionadas ao beisebol a partir do spring training de 2019.

“Sob os termos do acordo coletivo da Junta do Programa de Drogas, um jogador banido de forma vitalícia, como o Senhor Mejia, tem o direito de se candidatar à reintegração após cumprir um mínimo de dois anos. Ao receber o pedido de Mejia no amo passado, eu o convidei a New York para nos encontrarmos. Durante a reunião, o Senhor Mejia expressou arrependimento pelas suas más escolhas no passado e garantiu que, se reintegrado, irá seguir os termos do programa no futuro. Sabendo que o Senhor Mejia já passou quase quatro anos consecutivos suspenso sem pagamento, decidir lhe dar uma última chance de retomar sua carreira profissional”, declarou Manfred em comunicado.

O New York Mets divulgou a seguinte declaração: “Jenrry Mejia cumpriu os termos estabelecidos pelo comissário Manfred e apreciamos seu arrependimento e compromisso renovado em seguir em frente. Vamos avaliar o seu progresso em campo e avaliar a situação e as nossas opções nos próximos meses”.

Comments
To Top