MLB

MLB nega reintegração a Pete Rose

Pete Rose, ex-jogador do Cincinnati Reds

Nao foi dessa vez que Pete Rose conseguiu ser reintegrado ao beisebol, o que lhe permitiria entrar no Hall da Fama. O atleta que mais conseguiu rebatidas vinha pedindo a reintegração durante esse ano, já que Rob Manfred era o novo comissário. Rose foi banido por ter apostado no beisebol enquanto jogava e era manager.

Manfred e Pete Rose se encontraram no escritório da MLB em setembro, quando o ex-jogador pediu a sua reintegração. Essa não foi a primeira vez que ele pediu para ser reintegrado ao beisebol. Sua primeira tentativa foi em 1992, quando Fay Vincent era comissário.

Rose, que tem 74 anos, está banido desde 1989, quando a Sports Illustrated relatou provas detalhadas de que ele apostava. O ex-jogador insistiu que ele só apostava quando era manager, entretanto evidências surgiram recentemente e apontam que ele apostava também quando jogador.

Depois de uma investigação inicial da liga, Pete Rose aceitou o banimento em troca da MLB não fazer uma conclusão formal sobre as alegações. Ele foi oficialmente colocado na lista de ilegíveis no dia 24 de agosto de 1989.

“O comissário me ligou esta manhã antes do anúncio. Nós respeitamos a sua decisão sobre a questão e somo gratos pelo tempo que ele gastou com o assunto”, disse Bob Reds Castellini, presidente e CEO da liga. “Nós também apreciamos que o comissário afirmou que a consideração do Hall da Fama é uma questão separada e nós e os fãs achamos que ele merece essa oportunidade”.

Segundo John Heyman, da CBS Sports, não haviam reais chances da reintegração acontecer. Além disso, durante todo o ano não houve nenhum momento que a reintegração pareceu ser remotamente possível.

Pete Rose terminou a sua carreira com 4.256 rebatidas, contudo não está no Hall da Fama por causa do banimento vitalício. Não apostar no jogo é a principal regra para jogadores e managers, já que isso levanta suspeitas sobre a integridade do jogo e da liga.

Comments
To Top