NFL

Hail Mary: A última chance

O Hail Mary (Ave Maria, em português), é uma jogada de passe famosa por ser a última esperança de um time vencer ou empatar um jogo. Geralmente, ocorre nos segundos finais de uma partida.

Na formação clássica, três wide receivers e um tight end se alinham na linha de scrimmage e correm para o mesmo ponto da endzone logo após o snap. O quarterback, por sua vez, recua e tenta ganhar o máximo de tempo possível antes de lançar a bola em profundidade. O destino do jogo será decidido na pilha de wide receivers, safeties e cornerbacks que se acotovelam para alcançar a bola.

Veja nossa coluna Redzone, cheia de opinião e pitacos sobre a NFL

O termo ‘Hail Mary’ foi usado pela primeira vez pelo time de futebol da Universidade de Notre Dame, uma tradicional escola católica dos Estados Unidos. Na NFL, a jogada ficou famosa nos playoffs de 1975, quando o quarterback do Dallas Cowboys, Roger Staubach, lançou um passe para touchdown com 26 segundos no relógio, virando a partida contra o Minnesota Vikings. Após o jogo, Staubach disse que na hora do passe havia “fechado os olhos e rezado uma Ave Maria”.

Confira alguns dos mais incríveis Hail Mary na história do futebol americano:

Seattle Seahawks x Green Bay Packers (2012) – The Fail Mary

Na primeira semana da temporada regular de 2012, os Packers venciam o jogo contra os Seahawks, em Seattle. Nos últimos segundos do jogo, o quarterback Russell Wilson lançou a bola na pilha de jogadores amontoados na end zone. Wilson foi claramente interceptado pelo safety M.D. Jennings, mas o juiz considerou que o wide receiver Golden Tate completou o passe, validando o touchdown e dando a vitória ao Seahawks. Essa jogada ficou conhecida como ‘Fail Mary’.

University of Miami x Boston College (1984) – Hail Flutie

Um passe incrível do quarterback Doug Flutie deu a vitória nos últimos segundos para Boston College sobre a Universidade de Miami, em 1984. Flutie se desvencilhou da defesa e lançou um passe de 63 jardas nas mãos do wide receiver Gerard Phelan. Naquele jogo, Doug Flutie ainda bateu a marca de 10.000 jardas lançadas em sua carreira universitária, um recorde na época.

Atlanta Falcons x San Francisco 49ers (1983) – Slippery White Shoes

Na última jogada da partida, o quarterback Steve Bartkowski lança a bola 47 jardas no ar, que após rebater em outros jogadores, cai nas mãos do wide receiver Billy Johnson. ‘White Shoes’ Johnson ainda consegue desviar dos marcadores para esticar seu braço até a endzone, dando a vitória aos Falcons sobre os 49ers.

Kentucky x Louisiana State – The Bluegrass Miracle

A jogada que ficou conhecida como ‘The Bluegrass Miracle’, prova que no futebol americano o jogo também só acaba quando termina. Kentucky vencia Louisiana State por 3 pontos a 11 segundos para o fim do jogo. Certos do resultado, os jogadores de Kentucky chegaram a jogar Gatorade no técnico Guy Morriss, no tradicional banho da vitória. No entanto, eles não contavam com um último passe, uma Hail Mary. Marcus Randall, quarterback de LSU, lançou a bola em profundidade. A bola ainda bateu em um defensor antes de cair nas mãos do wide receiver Devery Henderson, que correu para a endzone.

Comments
To Top