NFL

Início da NFL: Conheça uma pouco da história da liga mais rentável do mundo

(Crédito: Divulgação)

(Crédito: Divulgação)

Na coluna Quinta Descida desta semana, o leitor do Quinto Quarto conhecerá um pouco mais sobre a formação, os fundadores e alguns dados curiosos sobre o nascimento da NFL, a liga mais popular e rentável dos esportes americanos.

Antes de ser criada como uma liga estruturada, o futebol americano tem no final do século XIX uma data marcante para o início de sua profissionalização, quando o atleta William Heffelfinger, jogando pelo Pittsburgh Athletic Club, recebeu 500 dólares para atuar.

Embora alguns historiadores norte-americanos discutam sobre a data exata da estruturação de uma liga profissional, podemos considerar o dia 17 de setembro de 1920 como essencial para a criação da liga, quando a “American Profissional Football Association” foi fundada por dez equipes dos estados de Nova York, Illinois, Ohio e Indiana.

Além destes times, quatro outras equipes se juntaram ao longo da temporada, o que resultou em um campeonato com 14 franquias.

Com apenas dois anos de campeonato, a liga foi reestruturada de uma forma providencial, quando foi decidida a participação de jogadores universitários no esporte e também a mudança do nome para “National Football League”, o mesmo dos dias atuais.

Por toda a década de 1920 algumas medidas foram introduzidas, mas a mais importante foi a introdução de novas equipes no campeonato, chegando a 23 franquias no final do ano de 1925.

No ano de 1932 e início do ano seguinte foram realizados os primeiros jogos de playoffs da NFL, na qual resultou em título do Chicago Bears sobre o New York Giants pelo placar 23 a 21, no Wrigley Field.

Início do Draft

O ano de 1936 é marcado pela introdução do draft, momento em que jogadores elegíveis das universidades são selecionados pelas equipes profissionais da NFL.

Ainda na década de 30, o evento começa a ser transmitido em rede nacional, principalmente pelo fator de popularização do esporte.

Disputa entre NFL e AFL

Sem mudanças significativas que alterassem o rumo da liga profundamente por mais de vinte anos, a década de 1960 foi um dos pontos mais importantes para a NFL se consolidar como uma marca esportiva de muito sucesso.

Fundada em 1960 por empresários milionários que não conseguiram comprar equipes do NFL, uma liga de futebol americano chamada AFL, a American Football League, foi fundada para competir com o campeonato já existente.

Mais do que ter drafts diferentes, a disputa entre os dois campeonatos foi responsável pela aumento significativo dos valores salariais do atletas, já que alguns deixavam suas atuais equipes para assinarem com times da liga concorrente.

O caso mais famoso foi do quarterback Joe Namath, da tradicional universidade do Alabama, que foi draftado pela franquia de St. Louis (Cardinals à época) da NFL mas acabou preferindo o New York Jets da AFL, com um contrato recorde de US$ 420 mil ao ano.

Visto que a disputa poderia afetar e, consequentemente, destruir o aspecto financeiro das ligas, o gerente geral do Dallas Cowboys, Lamar Hunt, procurou a AFL para uma reunião.

Após a reunião, tanto a NFL e a AFL chegaram a um acordo que as duas ligas se juntariam em um campeonato único. E no final de cada temporada seria realizada uma final entre os campeões de cada liga, o que futuramente se chamaria o Super Bowl ou apenas como a decisão do futebol americano profissional.

Embora tenha passado por alguns imbróglios políticos, a decisão de Lamar Hunt foi talvez a medida mais eficiente para o crescimento, desenvolvimento e consolidação da liga mais importante dos esportes americanos.

Comments
To Top