NFL

Aprendendo o futebol americano – Parte 4 – Glossário da bola oval

quadro

Seguindo o nosso especial para ensinar aos novatos todas as principais regras do futebol americano, o QUINTO QUARTO traz no Quinta Descida dessa semana um glossário com as principais expressões da modalidade traduzidas para o português. Aqui, o fã que ainda está começando a ter contato com o esporte pode tirar suas principais dúvidas de termos técnicos e palavras inerentes ao futebol americano.

Sem ter a pretensão de ser composto por todas as expressões, o que é bastante complicado, nosso glossário pode, sim, ser considerado bastante abrangente. Conforme formos percebendo um termo que deixamos passar e é válido estar nesse minidicionário, vamos adicionando a palavra. Sem mais delongas, vamos ao nosso Houaiss da bola oval.

A

AFC – American Football Conference (Conferência Americana): uma das duas conferências nas quais os times da NFL são divididos; cada uma tem 16 times; a outra conferência é a NFC, a National Football Conference (Conferência Nacional).

Audible: uma mudança de jogada realizada pelo quarterback instantes antes de a bola ser colocada em jogo, após ele identificar que a formação defensiva do adversário é ruim para a jogada previamente combinada; o líder do ataque grita códigos de forma a avisar seus companheiros de time da mudança.

B

Backfield: área atrás da linha de scrimmage (linha onde a bola é posicionada no início da jogada). Lá se posicionam o quarterback e o running back. Backfield é um termo utilizado também para se referir, de forma coletiva, aos quarterbacks e running backs.

Blindside: lado cego, em tradução literal. É o lado para o qual está voltada as costas do quarterback e para onde ele não tem visão. Em quarterbacks destros, é o lado esquerdo da linha de scrimmage e, em quarterbacks canhotos, é o lado direito. O blindside é o lado mais perigoso para o quarterback ser atingido pelo defensor.

Blitz: jogada na qual o time de defesa manda linebackers e jogadores da secundária atrás do quarterback adversário; caso somente os jogadores da linha defensiva corram atrás do quarterback, a jogada não é considerada uma blitz.

Bloqueio: esforço que os jogadores de ataque fazem para impedir que os atletas de defesa derrubem o jogador que está com a bola, seja ele o quarterback, o running back ou algum dos wide receivers; é um dos fundamentos básicos do futebol.

Bootleg: um movimento realizado pelo quarterback, geralmente em uma jogada de play action, no qual ele finge entregar a bola nas mãos do running back, mas esconde a bola consigo mesmo e corre até uma das pontas da linha de scrimmage; após o movimento ser completado, o QB pode lançar a bola ou correr com ela.

C

Campanha ofensiva: série de jogadas de ataque que o time com a posse da bola realiza para ganhar jardas e, em algumas ocasiões, pontuar; também pode ser chamado de drive, em inglês.

Center: o jogador do meio da linha ofensiva, que passa a bola debaixo de suas pernas para o quarterback, de forma a iniciar a jogada; é o atleta responsável por comandar a linha ofensiva e ele é quem distribui as funções de bloqueios aos companheiros.

Clipping: um lance ilegal e perigoso no qual o jogador bloqueia o oponente por trás e na linha da cintura ou abaixo dela; é uma falta no futebol americano.

Cornerback: jogador que é o encarregado de marcar o wide receiver do time de ataque; geralmente o time de defesa utiliza dois cornerback, cada um para cobrir um lado do campo.

Corte: termo utilizado para descrever quando um jogador muda de direção no campo.

D

Defensive back: os cornerbacks ou safeties do time defensivo; o termo é utilizado para designar os atletas da chamada secundária.

Defensive end: jogador que é alinhado nas extremidades da linha defensiva e cuja função é pressionar o quarterback adversário.

Defensive tackle: jogador alinhado no meio da linha defensiva e cuja função principal é parar as jogadas de corrida;

Delay of Game (atraso de jogo): penalidade aplicada quando o time de ataque não consegue colocar a bola em jogo dentro do intervalo de 40 segundos contado desde o fim da jogada anterior.

Descida (ou down): uma jogada a partir da linha de scrimmage; o time de ataque tem quatro descidas, quatro chances para percorrer a distância mínima de dez jardas e ganhar mais quatro descidas.

Draft: processo anual das ligas esportivas americanas, não somente da NFL, nas qual os times profissionais selecionam atletas universitários; na NFL, é composto por sete rodadas e o time de pior campanha no ano anterior é o primeiro a escolher.

Draw: uma jogada falsa de passe que acaba sendo uma corrida; o quarterback faz movimento de forma a induzir a defesa a uma jogada de passe, mas repentinamente entrega a bola nas mãos do running back.

Drive: ver “campanha ofensiva”.

E

End Zone: áreas de pontuação localizadas nas extremidades do campo de jogo, cada uma com dez jardas; o jogador precisa entrar correndo com a bola ou receber um passe dentro dessa área para anotar um touchdown.

Extra Point: chute que vale um ponto extra, realizado em frente às traves depois que o time anota um touchdown.

F

False Start (saída falsa): uma penalidade na qual um jogador alinhado na linha ofensiva se move antes de a bola ser colocada em jogo; os atletas de linha ofensiva, exceto o center, têm que ficar parados até que a jogada de ataque se inicie.

Fair catch: lance no qual o jogador que vai receber a bola após um chute do adversário (geralmente um punt) sinaliza que não vai retornar para ganhar jardas; o atleta que vai receber a bola abdica do retorno, fazendo um sinal no qual agita um braço acima da cabeça, para não tomar um tackle de um oponente e correr o risco de perder a posse.

Field Goal: pontuação no futebol americano anotada quando o kicker chuta a bola entre as traves, em uma campanha na qual seu time não conseguiu anotar o touchdown; vale três pontos.

Flag: bandeira arremessada pelo juiz para indicar uma falta na jogada (cor amarela); bandeira atirada pelos técnicos em campo para desafiar uma marcação da arbitragem (cor vermelha); termo também utilizado para designar uma variação de futebol americano sem os tackles.

Flea flicker: jogada pouco utilizada na qual o running back recebe a bola, começa a correr, mas então a lança para trás para o quarterback, que faz o passe; jogada feita para enganar a defesa.

Free agent: denominação dada a um jogador que está sem contrato com equipes e pode ser contratado por qualquer time.

Fullback: uma espécie de running back de maior porte físico que se posiciona entre o quarterback e o running back; geralmente utilizado como bloqueador extra ou para jogadas nas quais poucas jardas são necessárias para a equipe seguir no ataque.

Fumble: jogada na qual o jogador que está com a bola derruba o objeto e perde a posse de bola; quando ocorre um fumble, qualquer atleta no campo, dos dois times, pode pegar a bola, que está ‘viva’.

G

Goal line (linha de gol): a linha que marca o início da end zone; caso a bola chegue pelo menos até esta linha na posse de um jogador, o touchdown é assinalado.

Gridiron: termo utilizado para designar tanto o campo de futebol americano quanto o esporte em si e suas variáveis mais próximas (como o futebol canadense, por exemplo); gridiron football.

Guard: uma das posições da linha ofensiva; são os atletas que ficam alinhados entre o offensive tackle e o center.

H

Hail Mary: jogada na qual o quarterback do time que está perdendo, já nos momentos de desespero no final dos jogos ou até mesmo no final do segundo quarto, lança a bola alta e longa até a end zone; nesse lance, o time de ataque manda vários recebedores na esperança de que algum agarre a bola e anote o touchdown.

Halfback: o mesmo do que running back, jogador que corre com a bola; esse termo é utilizado, originalmente, para designar o running back mais rápido que se alinha atrás do quarterback em uma formação que utiliza dois running backs.

Handoff: é o ato de, literalmente, entregar a bola na mão de outro jogador; como exemplo, podemos citar o momento no qual o quarterback dá a bola para o seu running back em uma jogada de corrida.

Hashmarks: as linhas que se localizam a uma jarda de distância do centro do campo; servem como ponto de partida da próxima jogada dependendo de onde a jogada anterior acabou (ex: centro, esquerda ou direita).

Holder: o jogador que segura a bola em pé antes de um extra point ou de um field goal; esse atleta ajeita a bola logo depois de o snap ser realizado.

Holding: falta no futebol americano no qual um jogador, geralmente de ataque, que está realizando um bloqueio agarra o adversário; vale lembrar que os bloqueios só podem ser realizados com as mãos espalmadas.

Huddle: é a reunião, a conferência tanto do time de ataque quanto do time de defesa entre uma jogada e outra; utilizada para decidir qual será a próxima jogada.

I

Interceptação: um lance no qual um defensor, depois do lançamento do quarterback adversário, rouba a bola no ar; quando o lance é completado, o time que realizou a interceptação fica com a posse de bola.

Intentional Grounding: penalidade na qual o quarterback, na iminência de ser derrubado com a bola e perder jardas, lança a bola em uma direção na qual não há um recebedor por perto, tentando forçar um passe incompleto; para que a falta seja marcada, o quarterback precisa necessariamente estar na zona atrás da sua linha ofensiva (pocket);

Interferência no Passe (pass interference): uma penalidade na qual o oponente impede o jogador de receber um passe entrando em contato com o adversário antes de a bola se aproximar do alvo; pode ser aplicada tanto em um jogador de ataque quanto em um jogador de defesa, mas geralmente é uma infração cometida pelos defensores.

J

Jarda (yard em inglês): unidade métrica utilizada nos jogos de futebol americano;

K

Kicker: um jogador que tem como função realizar os chutes, como field goals, extra points e até os kickoff (chutes para reiniciar a partida); faz parte do time de especialistas.

Kickoff: chute que marca o início de cada metade do jogo e que também é realizado logo depois de um touchdown ou um field goal anotado.

Kick returner (o retornador de chutes): jogador do time recebedor que tem a função de retornar chutes dados pelo time adversário para ganhar jardas.

Kneel: jogada na qual o quarterback ou outro jogador com a bola, imediatamente após o snap, se abaixa e encosta o próprio joelho no chão para encerrar a jogada sem correr riscos; geralmente é efetuada quando resta pouco tempo para o término do jogo e a equipe de ataque está vencendo a partida e precisa somente ‘queimar’ tempo.

L

Linebacker: jogador que se alinha logo atrás na linha defensiva; são defensores conhecidos pelo porte atlético e mesclam velocidade com força; as funções principais da posição são defender contra os passes e parar as jogadas de corrida do adversário; são os jogadores que, geralmente, efetuam as blitzes.

Long snapper: jogador especializado em realizar snaps longos, efetuados em lances de chutes (field goals e punts).

M

Man-to-man coverage (marcação homem a homem): defesa na qual os jogadores de defesa têm a função de marcar um recebedor específico no ataque.

Muff: quando um jogador derruba a bola ao tentar efetuar um punt e a bola fica viva para ser recuperada por qualquer jogador;

N

National Football Conference (NFC): uma das duas conferências nas quais os times da NFL são divididos; cada uma tem 16 times; a outra conferência é a AFC, a American Football Conference (Conferência Americana).

NFL: a National Football League, liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos.

Nickel back: nome utilizado para designar um extra, um quinto defensive back posicionado na secundária; geralmente utilizado na chamada situação óbvia de passe.

No-huddle offense: uma tática adotada pelo time de ataque para realizar a próxima jogada sem a reunião para combinar o lance; utilizado para confundir a defesa e também para economizar tempo.

Nose tackle: um defensive tackle em uma formação com três jogadores na linha defensiva; é o atleta que se alinha à frente do center do time de ataque, por isso o termo nose tackle (por ficar à frente do nariz do center);

O

Offside: uma penalidade marcada quando alguma parte do corpo do jogador ultrapassa a linha de scrimmage no momento do snap; é o impedimento do futebol americano.

Onside kick: um kickoff curto no qual o time que chuta tenta recuperar a bola sem devolvê-la ao adversário; para que isso aconteça, é necessário que a bola viaje pelo menos dez jardas; geralmente é uma jogada utilizada quando um time está perdendo com pouco tempo para o término do jogo e necessita recuperar a bola sem que o adversário a recupere.

Option pass: jogada em que o quarterback entrega a bola para um running back, a quem caberá a decisão de correr para tentar avançar no campo ou passa-la para o wide receiver.

Overtime: equivalente à prorrogação, é um tempo adicional de 15 minutos a mais concedido em jogos da temporada regular quando a partida está empatada.

P

Pass pattern: o caminho feito pelo wide receiver até o local em que receberá a bola; é predeterminado no huddle.

Pass rush: a cobrança realizada por um ou mais jogadores de defesa para que o quarterback passe a bola no começo da jogada.

Pitch: é o passe longo do quarterback para o running back em jogadas de corrida.

Playbook: é o livro com as jogadas de cada time, lido pelos quarterbacks para chamarem as jogadas durante as partidas.

Pocket: a área em volta do quarterback durante o bloqueio pelos jogadores da defesa até a hora do passe.

Punt: chute entre uma jogada e outra para tentar diminuir o território do time adversário.

Q

Quarto: período de 15 minutos; o jogo é composto por quatro deles.

Quarterback: principal jogador do futebol americano; é quem organiza as jogadas, orienta os campanheiros, faz passes e distribui a bola; o atleta mais badalado do futebol americano.

Quick kick: um punt inesperado.

R

Red flag: sinalização do técnico para mostrar que gostaria de que determinada jogada fosse revisada.

Roughing the passer: penalidade para qualquer jogador defensivo que atinja o quarterback depois dele ter jogado a bola; o time perde 15 jardas.

Rover: o safety que atua como defensive end e linebacker.

Reverse: jogada em que o quarterback passa a bola para o running back, que passar para o wide receiver conseguir ultrapassar a linha de scrimmage.

Running back: jogador da linha ofensiva que deve tentar correr para avançar o território do time o máximo possível ou ainda conseguir marcar o touchdown.

S

Sack: acontece quando, o quarterback é derrubado atrás da linha de scrimmage e perde jardas.

Safety: o mesmo nome de uma posição e uma jogada; o defensive back que dá cobertura a todos os cornerbacks no meio de campo ou a jogada de dois pontos resultante do derrubamento de um jogador com a bola dentro da própria end zone.

Scrimmage: a linha imaginária onde toda a jogada começa; quando o time não perde a posse de bola, a linha de scrimmage avança, pelo menos, de dez em dez jardas.

Shotgun: formação ofensiva na qual o quarterback se alinha de cinco a sete jardas de distância do center, recebendo um smap mais longo; geralmente é utilizado em situações óbvias de passe, já que o quarterback mantém distância maior para os defensores e tem mais tempo para lançar a bola.

Signal caller: sinônimo para quarterback.

Snap: o início de uma jogada em que o center passa para o quarterback através das pernas; snaps longos podem significar o começo de um field goal ou a tentativa de um punt.

Spike: ocorre quando o jogador joga bate a bola no chão imediatamente após o snap para parar o relógio; uma descida é ‘queimada’ nesse lance em troca de o cronômetro ficar parado.

Split: a distância entre um jogador e outro durante as jogadas.

Super Bowl: a grande final do campeonato da NFL, anualmente assistida por vários países, um grande espetáculo.

T

Tackle: o movimento da parada forçada de um jogador que está avançando no campo com a bola na mão, o levando ao chão; também é um nome de posição (offensive tackle ou defensive tackle).

Tight end: é aquele jogador que atua como recebedor e bloqueador (protegendo o quarterback).

Timeout: intervalo legal pedido pelo técnico; cada time tem direito a três timeouts.

Touchdown: a pontuação mais importante do jogo, acontece quando um jogador consegue atravessar o campo e chegar à end zone com a bola na mão.

Training camp: treinos de cada um dos 32 times durante a pré-temporada.

Turnover: perda da posse de bola; é quando um time que tinha o controle da bola cede a posse ao adversário, seja por meio de um fumble, uma interceptação ou até mesmo por não conseguir converter a quarta descida.

W

Wide receiver: jogador que recebe os passes lançados pelo quarterback; é uma das principais armas ofensivas do time e tem boas altura, velocidade e agilidade como suas características principais.

Comments
To Top